Características do ULTRA 4.0

PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS

VERSÁTIL
QUALIDADE
INTELIGÊNTE
PADRONIZAÇÃO
FÁCIL DE USAR
SUPORTE TÉCNICO
MANUAIS DE AJUDA COMPLETOS

quinta-feira, 21 de março de 2013

Alteração no Laudo de Ultrassonografia Abdominal Total



               Neste build, fizemos as seguintes alterações, conforme figura abaixo (13):

  1. Fizemos a separação entre cisto e calculo renal, com a inclusão de 2 caixas de verificação na aba RINS, no quadro correspondente aos RINS;
  2. Incluímos na aba FIGADO, no quadro da VESÍCULA BILIAR, a caixa de verificação referente a possível cirurgia de retirada da mesma





Ultrassonografia do Aparelho Urinário

A finalidade do ultrassom do aparelho urinário ( ultrassonografia renal ) é entre outras coisas determina a presença de cálculos, avaliar possíveis complicações, estimar a possibilidade de passagem espontânea ou ainda confirmar a passagem do cálculo ou avaliar seu tamanho ( na maior medida ). Neste fascículo do manual iremos ver a confecções dos possíveis tipos de laudos que o formulário permite.

Clique aqui para abrir o documento em Adobe (pdf) explicativo.




Quadros para digitação de anormalidades

segunda-feira, 18 de março de 2013

Laudo de Ultrassonografia do Abdomen Total


A Ultrassonografia do Abdome Total é um procedimento não invasivo, utlizado para avaliação, seguimento, diagnóstico e caracterização das alterações do fígado, da vesícula biliar, dos rins, do pâncreas, [da bexiga], dos grandes vasos, do retroperitônio e, eventualmente, do trato gastrointestinal, auxiliando, complementando e interagindo com outras especialidades médicas.

Nesta Postagem vamos mostrar alguns dos possíveis formatos de laudos que o SISTEMA ULTRA 4.0 pode fazer.  Aqui vem a versatilidade do sistema.

Clique aqui para abrir o documento em Adobe (pdf) explicativo.







quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Laudo de Ultrassonografia Obstétrica com Translucência Nucal

Considerando o risco cromossômico basal calculado pela idade materna, a medida do espaço anecoico presente entre a pele e a coluna fetal realizada no período de 11 e 13 semanas e 06 dias de gestação, tem como resultado um valor correspondente ao risco corrigido para trissomias, a exemplo da síndrome de Down.

Quando deve ser feito : entre 10s0 a 13s0

Formulário para a Translucência Nucal

Laudo criado em função das informações fornecidas no formulário acima

Padronização dos Laudos Obstetrícos

ULTRASSONOGRAFIA OBSTETRÍCIA - PADRONIZAÇÃO DOS LAUDOS


    No desenvolvimento do Projeto ULTRA 4.0, na parte da obstetrícia, tomamos por base as recomendações da  Comissão de Ultrassonografia da Febrasgo (http://www.febrasgo.com.br ).

    No cadastro de laudos obstétricos do ULTRA 4.0 temos os seguintes exames:

CÓD.NOME REDUZIDOREFER
OBSERVAÇÃO
1034INCIPIENTEINCIPaté 7s6
1038CCN PADRAOCCNate 12s6
1035EMBRIAO UNICOEMB-UAté 14s6
1036EMBRIAO MULTIPLOEMB-MAté 14s6
1007TRANSLUCENCIAOBS+TNEntre 10s0 a 13s0
Considerando o risco cromossômico basal calculado pela idade materna, a medida do espaço anecóico presente entre a pele e a coluna fetal realizada no período de 11 e 13 semanas e 06 dias de gestação, tem como resultado um valor correspondente ao risco corrigido para trissomias, a exemplo da síndrome de Down.

0007FETO UNICOFETO-UApós 14s6
É o exame realizado na rotina da assistência às gestantes, possibilitando adequada avaliação fetal bem com dos seus anexos (Placenta e líquido amniótico) em qualquer idade gestacional. A avaliação do bebê que começou nos exames anteriores é aprofundada  neste exame utilizando-se da via endovaginal, momento em que se faz o diagnóstico da implantação do saco gestacional, número de embriões e aspectos morfológicos de desenvolvimento, podendo já neste momento oferecer um prognóstico de bem estar, bem como adequada datação da gestação. Exames posteriores serão realizados em datas específicas como a avaliação morfológica do primeiro trimestre (entre 11 e 13 semanas +/- 6 dias) para rastreamento e cálculo de risco cromossômico, exame morfológico do segundo trimestre (entre 18 e 24 semanas) permitindo maior sensibilidade na detecção de malformações e outros de indicações mais restritas como Dopplervelocimetria e ecocardiograma fetal. Esses exames possibilitam o estudo fetal em tempo real, com o acompanhamento e avaliação do estado comportamental do feto, avaliação de órgão dinâmico como por exemplo o coração e o ritmo cardíaco fetal, além das movimentações características do desenvolvimento fetal (movimento ocular, deglutição, abertura de pálpebras, abertura das mãos), cálculo do peso e dados de biometria e crescimento, determinação do sexo fetal, assim como a avaliação da sua vitalidade pelos movimentos respiratórios e movimentos ativos fetais.
1037GEMELARFETO-MApós 14s6
1006OBST.DOPPLEROBS+DOA critério médico
Realiza o rastremento o ultra-sonográfico das anomalias cromossômicas
1002MORFOLOGICOOBSTEntre 11s0-14s0
Laudo Morfológico Fetal - Primeiro Trimestre.
Este laudo possibilita o diagnóstico precoce de possíveis malformações graves ao avaliar aspctos morfológicos fetais no período que encerra a embriogênese.
1003OBST.COMPLETOMORFEntre 18s0-24s0
Permite examinar a anatomia interna e externa fetal e detectar a grande maioria não somente das malformações graves, mas também avaliar “marcadores biofísicos”  ou ecográficos de anomalias cromossômicas e/ou genéticas.
Por ser mais detalhado, o exame pode ser mais demorado que os outros, pois são verificados:
o número de fetos, a localização da placenta, a medida do colo uterino (via vaginal) e a morfologia Fetal (Pólo Cefálico, Cérebro, Face, Coluna, Nuca, Tórax, Coração, Abdome, Aparelho Genito-Urinário, Extremidades, etc).
1039ABORTO RETIDOABOR A critério médico

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013